Gatos Persas

Tudo sobre Gatos Persas, Himalaios e Exóticos.

Adestrar gatos persas

Adestrar gatos requer técnicas diferentes das que normalmente são utilizadas para adestrar outros animais de estimação.

Adestrar um gato persa requer a utilização de técnicas e metologia diferente das que normalmente são utilizadas para adestrar outros animais de estimação, como os cachorros, por exemplo.

É muito importante jamais olvidar que os gatos são animais muito independentes e pouco influenciáveis. Além disso, treinar seu gatinho exige muita gentileza e paciência.

Os gatos são extremamente sensíveis à voz humana e a carícias, pelo que durante as sessões de adestramento deveremos conversar e acariciá-los com frequência. Esta é a principal regra no adestramento de gatos persas.

Gato Persa Silver

No caso particular dos gatos persas a tarefa de adestrar está facilitada pelas características particulares dos felinos desta raça. A sua tranquilidade, sociabilidade e afetuosidade ajudam bastante o seu treinamento.

Faz já alguns anos, num conhecido fórum de discussão dedicado a animais de estimação, alguém perguntava “porque é mais fácil treinar cães que gatos?”, ao que o administrador do fórum respondeu: “Porque os gatos são mais inteligentes que os cães! Eles entendem-nos perfeitamente… Simplesmente decidem nos ignorar!”

Quanto antes começar o adestramento do seu persa, melhor. Como em quase tudo na vida, “mais vale tarde do que nunca”, mas não há dúvida que quanto mais tarde mais difícil será a tarefa. É importante iniciar o adestramento quando o gatinho é jovem. A idade ótima para iniciar é às oito semanas, aproximadamente.

Devemos chamá-lo sempre pelo seu nome, que deverá ser o mais curto possível. Esse deverá ser o seu primeiro treinamento. Habituar o bichano a entender palavras simples, tal como “não”, “sim”, “sai”, “vem”, facilitará o adestramento, uma vez que os gatos têm facilidade em assimilar palavras curtas.

Comece pois a habituar o seu persa a entender claramente a negativa (não) e a afirmativa (sim) e a orientar-se com essas duas instruções. Depois, gradualmente poderá ensinar-lhe a “responder” a outras palavras e instruções, sempre com delicadeza e oferecendo-lhe continuadamente carícias.

Procure sempre adestrar o seu gato em ambientes tranquilos e silenciosos, uma vez que ambientes ruidosos estressam e confundem o gato, dificultando a tarefa.

Gato persa wikipédia

Assegure-se que o bichano está bem disposto durante as práticas de adestramento.

Fale com ele sempre com tranquilidade. Jamais lhe grite! Tente que o gato possa sempre ver a sua cara enquanto se dirige a ele.

Também é muito importante utilizar o mais possível a linguagem gestual. Os gatos respondem muito bem a estímulos e movimentos corporais.

Lembre-se que os gatos persas são como bebês humanos, portanto, você precisa lidar com eles dessa maneira. A maior parte das vezes basta um pequeno grito, bater com as palmas das mãos umas nas outras ou bater-lhe levemente com um jornal em sua cauda para fazê-los perceber o seu erro.

Noutro artigo específico deste site explicamos “Como Ensinar o Seu Gato Persa a Utilizar a Bandeja Sanitária Com Areia“.

VÍDEOS:

Jogar com um gatinho é uma forma estupenda de o adestrar:

Gato persa adestrado

Neste outro pequeno vídeo podemos ver um bichano respondendo a ordens simples:

Gato persa adestrado

Artigos relacionados:

Back to Top