Gatos Persas

Tudo sobre Gatos Persas, Himalaios e Exóticos.

Alimentação dos Gatos Persas.

A alimentação dos gatos persas é mais cuidada que nas outras raças de gatos. Veja quais os alimentos aconselhados, permitidos e proibidos.

Uma das primeiras perguntas que fazemos quando adquirimos pela primeira vez um gato persa é se a sua alimentação deverá ser especial e diferente das outras raças de felinos.

Podemos classificar a alimentação dos gatos em geral, em três grandes grupos:

1. Dieta dos gatos silvestres e rurais:

A dieta dos gatos silvestres baseia-se sobretudo na caça de pássaros e pequenos roedores. Esses pequenos animais proporcionam aos gatos rurais as quantidades necessárias e suficientes de proteínas (carne), cálcio e fósforo (pele e ossos), fibra vegetal (estômago) e minerais (sangue).

Por vezes come pequenas quantidades de erva para se purgar.

Este tipo de alimentação não se aplica aos gatos persas, pois estes são animais caseiros, cem por cento dependentes dos donos.

2. Comida caseira:

É a comida que podemos preparar em casa, à base de arroz, vegetais e carne ou peixe cozido.

Este tipo de alimentação tem a desvantagem de não garantir que oferecemos uma dieta equilibrada, com a quantidade de vitaminas e minerais que o animal necessita para se desenvolver de uma maneira saudável.

Dando comida a um gato persa

3. Alimentos produzidos e processados industrialmente:

Existem diversas vantagens em alimentar o seu persa com alimentos processados industrialmente, sendo a principal a certeza de estramos alimentando os nossos gatos com os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento.

Existem no mercado algumas ofertas de comida enlatada ou embalada, seca ou húmida.  Uma das vantagens em alimentar o seu gato com comida específica para persas, é a inclusão na sua composição de aditivos naturais e princípios ativos muito importantes, tais como gorduras naturais, óleo de borragem, ácidos graxos poliinsaturados ômega 3 (EPA/DHA) e vitaminas para intensificar e suavizar o brilho do pelo.

Essa comida especial seca ou húmida enlatada contém aditivos naturais que ajudam a eliminar as bolas de pelo, que tantos problemas ocasionam no sistema digestivo do animal.

A enorme quantidade de pelos, característica desta raça, funciona como um “pau de dois bicos”, pois os torna bonitos e atrativos, mas simultaneamente é um potencial fator de perigo para a sua saúde.

Doenças graves poderão ser consequência de obstruções no sistema digestivo ocasionadas por bolas de pelo aí depositadas ingeridas pelos felinos ao lamberem a sua fina e abundante pelugem. Por isso nunca é demasiado enfatizar a necessidade e importância de escovar regularmente o pelo destes animais.

A comida húmida enlatada tem a vantagem de ser mais nutritiva e facilmente digerida. Tem porém diversas desvantagens; é mais cara, proporciona obesidade, não se pode deixar no prato por um período superior a 30 minutos. A quantidade diária é de cerca de 160 gramas

A ração seca é o alimento mais econômico, adequado e cômodo para os donos. Uma boa ração possui os suplementos vitamínicos necessários, protege os dentes do gato e pode ser deixada todo o dia no prato, o que é uma enorme vantagem se você trabalha e não tem que cuide do bichano. A quantidade diária varia entre 60 a 100 gramas.

Existem 3 qualidades de ração (alimentos secos): Super Premium, Premium e Econômica.

A classe de melhor qualidade é a Super Premium. É fabricada com carne magra, ácidos graxos e nutrientes de qualidade superior. Marcas: Pro Plan, Iams, Royal Canine, Hill’s, …

A classe Premium é de boa qualidade, apesar de inferior à qualidade da classe Super Premium, pois esta última possui componentes que faltam na classe Premium. Marcas:Nutra Nuggets Professional, Happy Cat, Nutro Choice, Iagle Pack, …

A classe econômica é a mais barata e de pior qualidade. Não inclui carne, sendo produzida à base de farinhas e sub-produtos da carne, incluindo penas de ave. Tem uma digestibilidade reduzida e carÊncia de nutrientes importantes. Marcas: Whiskas, Friskies, Gatsy, Cat Show, Chunky Cats, …

O ideal é alimentar os gatos persas com ração da classe Super Premium.

Escolha alimentos com adição de omega-ácidos graxos poliinsaturados para prevenir determinadas doenças típicas dos felinos.

Aspetos a ter atenção:

- Após adquirir um gato persa, durante os primeiros dias, deve-se oferecer o mesmo alimento que lhe estava dando o criador. Depois, poderemos alterar progressivamente o alimento.

- O gato deve poder alimentar-se sempre que queira. No seu prato deverá haver sempre comida.

- Ao lado da comida sempre deverá existir um recipiente contendo água fresca e limpa. Se utilizarmos água da torneira, convém deixar repousar 1 hora antes de dá-la ao gato.

- Antes de dar comida húmida enlatada ao seu gato, aqueça ligeiramente a lata a 37ºC, pois a comida fria ou quente pode fazer-lhes mal.

- Perto do seu sítio, coloque um vaso com uma nepeta ou erva do gatos, pois eles adoram essa planta.

- Só dê suplementos vitamínicos sob aconselhamento e supervisão do veterinário.

Alimentos interditos:

- Uvas e passa de uva,

-  Chocolate,

- Cebola e alho,

- Leite,

- Abacate,

- Ossos,

- Álcool,

- Carne salgada, tipo presunto ou bacon,

- Atum,

- Cafeína.

Artigos relacionados:

Cuidados com gatos persas

Comprar gatos persas para exposição, reprodução ou companhia?

História e características dos gatos persas.

Como Ensinar o Seu Gato Persa a Utilizar a Bandeja Sanitária Com Areia.

Pentear e Escovar o Pelo dos Persas.

- Variedades e Padrões de Cores dos Gatos Persas.

Doenças de olhos mais comuns nos Gatos Persas.

Back to Top